fbpx

Comandos Linux – Comando pstree

Comando pstree do Linux

comando pstree

Nos sistemas operacionais do tipo Unix, o comando pstree exibe processos no formato de árvore.

Este documento descreve a versão GNU / Linux do pstree .

Descrição

O comando pstree mostra os processos em execução como uma árvore. A árvore está enraizada em pid ou init se pid for omitido. Se um nome de usuário for especificado, todas as árvores de processo enraizadas nos processos pertencentes a esse usuário serão mostradas.

Ramificações idênticas são mescladas colocando-as entre colchetes e prefixando-as com a contagem de repetições, por exemplo:

init - + - getty
     | -getty
     | -getty
     `-getty

torna-se

init --- 4 * [getty]

Os threads filhos de um processo são encontrados no processo pai e são mostrados com o nome do processo entre chaves, por exemplo,

icecast2 --- 13 * [{icecast2}]

Se pstree for chamado como pstree.x11 , ele solicitará ao usuário no final da linha que pressione return e não retornará até que isso aconteça. A execução deste comando é útil para quando o pstree for executado em um xterminal .

Certos parâmetros de kernel ou montagem , como a opção hidepid para procfs, ocultarão informações para alguns processos. Nessas situações, o pstree tentará construir a árvore sem essas informações, mostrando os nomes dos processos como pontos de interrogação.

Sintaxe

pstree [-a, --arguments] [-c, --compact] 
       [-h, --highlight-all, -Hpid, --high-light-pid pid] [-g] --show-pgids] 
       [-l, --long] [-n, --numeric-sort] [-p, --show-pids] [-s, --show-parents] 
       [-u, --uid-changes] [-Z, --security-context] 
       [-A, --ascii, -G, --vt100, -U, --unicode] [ usuário , pid ]
pstree -V, --version

Opções

-umaMostrar argumentos da linha de comando . Se a linha de comando de um processo for trocada, esse processo será mostrado entre parênteses. -a desativa implicitamente a compactação para processos, mas não encadeamentos .
-UMAUse caracteres ASCII para desenhar a árvore.
-cDesative a compactação de subárvores idênticas. Por padrão, as subárvores são compactadas sempre que possível.
-GUse caracteres de desenho de linha VT100.
-hDestaque o processo atual e seus ancestrais . Este interruptor é um não-op se o terminal de não suporta destacando ou se nem o atual processo nem qualquer de seus antepassados estão em sub-árvore que está sendo mostrado.
-HComo -h , mas destaque o processo especificado. Ao contrário de -h , pstree falha ao usar -H se o realce não estiver disponível.
-gMostrar PGIDs. Os IDs do grupo de processos são mostrados como números decimais entre parênteses após cada nome de processo. -p desativa implicitamente a compactação. Se PIDs e PGIDs forem exibidos, os PIDs serão mostrados primeiro.
-euExibir linhas longas. Por padrão, as linhas são truncadas para a largura da tela ou 132 se a saída for enviada para um não- ttyty ou se a largura da tela for desconhecida.
-nClassifique processos com o mesmo ancestral por PID em vez de por nome. (Classificação numérica.)
-pMostrar PIDs. Os PIDs são mostrados como números decimais entre parênteses após cada nome de processo. -p desativa implicitamente a compactação.
-sMostrar processos pai do processo especificado.
-vocêMostrar transições de uid. Sempre que o uid de um processo difere do uid de seu pai, o novo uid é mostrado entre parênteses após o nome do processo.
-VOCÊUse caracteres de desenho de linha UTF-8 (Unicode). No Linux 1.1-54 e superior, o modo UTF-8 é inserido no console com eco -e ’33 % 8′ e deixado com eco -e ‘33% @’
-VExibir informações da versão.
-Z(SELinux) Mostra o contexto de segurança para cada processo. Este sinalizador só funcionará se pstree estiver compilado com o suporte do SELinux.

Exemplos

pstree -h

Exiba todos os processos como uma árvore, com o processo atual e seus ancestrais destacados. A saída será semelhante ao seguinte:

init─┬─NetworkManager─┬─dhclient
     │ ├─dnsmasq
     3 └─3 * [{NetworkManager}]
     Ac─accounts-daemon───2 * [{accounts-daemon}]
     ├─atd
     ├─avahi-daemon───avahi-daemon
     ├─bluetoothd
     Cons─console-kit-dae───63 * [{console-kit-dae}]
     ├─cron
     ├─cupsd
     ├─dbus-daemon
     ├─dd
     6─6 * [getty]
     ├─klogd
     ├─lightdm─┬─Xorg
     Light ├─lightdm─┬─init─┬─apache2───2 * [apache2───26 * [{apache2}]]
     Ativar spi-bus-launch─┬─dbus-daemon
     3 │ │ │ └─3 * [{at-spi-bus-launch}]
     At │ │─at-spi2-registr─── {at-spi2-registr}
     Bus │ │ ──dbus-daemon
     Drop │ │ drop─dropbox───29 * [{dropbox}]
     G │ │─gconfd-2
     │ │ │ ├─gimp─┬─script-fu
     2 │ │ │─└2 * [{gimp}]
     Gn │ │ gn─gnome-terminal─┬─2 * [bash───vim]
     │ │ │ │─bash───pstree
     Gn │ │ ├─gnome-pty-helpe
     3 │ │ │─33 * [{gnome-terminal}]
     G │ │─gvfs-afc-volume───2 * [{gvfs-afc-volume}]
     G │ │─gvfs-gphoto2-vo─── {gvfs-gphoto2-vo}
     G │ g─gvfs-mtp-volume─── {gvfs-mtp-volume}
     G │ │─gvfs-udisks2-vo───2 * [{gvfs-udisks2-vo}]
     G │ │─gvfsd─── {gvfsd}
     G │ │─gvfsd-fuse───4 * [{gvfsd-fuse}]
     G │ g─gvfsd-metadata─── {gvfsd-metadata}
     Indic │ │ indic─indicator-appli─── {indicador-appli}
     │ │ │ l─lxsession─┬─lxpanel───2 * [{lxpanel}]
     N │ │ ├─nm-applet───2 * [{nm-applet}]
     Op │ │ │─openbox─── {openbox}
     P │ │ │─pcmanfm───2 * [{pcmanfm}]
     2 │ │ │─└2 * [{lxsession}]
     │ │ │ ──menu-em cache───2 * [{menu em cache}]
     S │ │ ├─ssh-agent
     2 │ │ ├─2 * [upstart-dbus-br]
     ├ │ │─upstart-event-b
     Copiar -upstart-file-br
     │ │ │ ├─xclip
     X │ │─xfce4-notifyd
     │ │ │─xfconfd
     Light │ └─ {lightdm}
     2 └─2 * [{lightdm}]
     ├─modem-manager
     ├─mysqld───16 * [{mysqld}]
     ├─ntpd
     ├─packagekitd───2 * [{packagekitd}]
     P─polkitd───2 * [{polkitd}]
     ├─sshd
     ├─syslogd
     ├─systemd-logind
     ├─systemd-udevd
     ├─udisksd───4 * [{udisksd}]
     Up─upstart-file-br
     ├─upstart-socket-
     ├─upstart-udev-br
     └─buddy-friendd───2 * [{friendd}]

ps – Relate o status de um processo ou processos.
topo – Exibe uma lista classificável e continuamente atualizada de processos

21 de novembro de 2019

Sobre nós

A Linux Force Brasil é uma empresa que ama a arte de ensinar. Nossa missão é criar talentos para a área de tecnologia e atender com excelência nossos clientes.

CNPJ: 13.299.207/0001-50
SAC:         0800 721 7901

sac@linuxforce.com.br

Comercial  Comercial = 11 3796 5900

Suporte:    11 3796-5900
contato@linuxforce.com.br

Últimos Tweets

Erro ao receber tweets

Administrador Online

Não há usuários online neste momento
Copyright © Linux Force Security  - Desde 2011.